Skip to main content
graduação no muay thai

Graduação no Muay Thai: saiba como é feita e evolua na arte marcial

Na maioria das artes marciais existem formas de classificar a habilidade dos lutadores, geralmente feita por faixas, como no judô e no jiu-jitsu. Por isso aqueles mais conceituados são chamados “faixas pretas”, tendo em vista que esta é a cor que representa maior capacidade de luta. Entretanto, a graduação no muay thai é polêmica, e existe controvérsias a seu respeito ao redor do mundo.

História sobre a graduação do muay thai

Originalmente, na Tailândia, o muay thai não possui uma graduação, sendo os lutadores reconhecidos apenas por sua experiência com a arte.

Entretanto, no Brasil, uma graduação física foi criada para incentivar a prática e a evolução dos alunos, bem como criar uma hierarquia, onde os que praticavam o esporte há mais tempo são mais respeitados.

Isso não é muito bem aceito por aqueles mais conservadores e gera bastante discussão, principalmente sobre o fato de muitos professores venderem os graus, formando lutadores fracos, mas bem graduados,o que desonra o esporte.

Em 1979, Nélio Naja introduziu o muay thai no Brasil, quando era mais conhecido como boxe tailandês, juntamente com a criação da CBMT (Confederação Brasileira de Muay Thai).

Sendo assim, a graduação do muay thai, criada também nessa época, possui cerca de 39 anos.

A graduação no muay thai

Inicialmente, os lutadores utilizavam faixas coloridas na cintura que demonstravam sua classificação, como nas demais artes marciais.

Entretanto, após algum tempo, esse método foi substituído pelo uso de cordas amarradas no bíceps esquerdo, o lado do coração.

Tal corda possui o nome de Kruang Prajied, sendo prajied a corda propriamente dita, e kruang um buda, como um espírito, que vive nela para dar sorte e força aos lutadores.

graduação no muay thai: praijed branco
fonte: Muaythai Duello CT

Cada prajied possui uma cor que representa uma classificação diferente, junto com um título, que capacita o lutador para dar aula e repassar os conhecimentos adquiridos pelo esporte.

As cores e suas classificações são essas:

  • Branca (iniciante)
  • Branca com ponta vermelha (iniciante)
  • Vermelha (iniciante)
  • Vermelha com ponta azul-clara (intermediário)
  • Azul-clara  (intermediário)
  • Azul-clara com ponta azul-escura (intermediário)
  • Azul-escura (instrutor auxiliar)
  • Azul-escura com ponta preta (instrutor)
  • Preta (professor)
  • Preto e branco, com a ponta preta (mestre)
  • Preto e branco, com a ponta vermelha (grão mestre)
graduação no muay thai: níveis
fonte: Wikipédia

A graduação no muay thai não é obrigatória, sendo assim o praticante pode continuar seu aprendizado normalmente sem fazer nenhum teste de classificação, como na origem da arte.

Além disso, todas as pessoas podem fazê-la, crianças, adultos e idosos, caso queiram seguir a hierarquia e se motivarem mais.

graduação no muay thai: certificados
fonte: Muaythai Duello CT

Isso é possível porque não existe um protocolo padronizado sobre o que cada grau consegue fazer, sendo os testes feitos com bom senso respeitando as individualidades dos praticantes.

O teste para se conseguir o grau é constituído de duas etapas, onde na primeira, o aluno é avaliado pela qualidade e quantidade de seus golpes no saco de pancada ou em um instrutor com equipamento.

Na segunda etapa, o aluno é avaliado em um sparring, uma luta amistosa, mas muito disputada, com outro aluno que está tentando a graduação.

É importante lembrar que os benefícios do esporte são alcançados apenas com muita dedicação e constância.

graduação no muay thai: praijed preto
fonte: MMA Mais

Tanto a saúde quanto as habilidades de um lutador são adquiridas após anos de treinamento, algo que faz parte da vida de quem escolhe o muay thai como prática esportiva.

Comentários

comentários